Full IP da Eletronet é classificado entre os 100 melhores do mundo em conectividade com apenas 3 meses de operação

Em março de 2018, a Eletronet, fornecedora de serviços de trânsito IP e circuitos de alta velocidade em longa distância por rede de fibra óptica, com mais de 16 mil km, anunciou a entrada no mercado como NSP (Network Service Provider), com o serviço de Trânsito IP para ISP (Internet Service Provider). Apenas três meses depois, a empresa comemora a classificação pelo site Radar by Qrator entre as 100 melhores do mundo no ranking de conectividade (https://radar.qrator.net/as-rating#connectivity/1/eletronet). Em relação aos provedores de serviços de Internet do Brasil, a Eletronet já está entre as cinco melhores empresas, pelo mesmo ranking.

Questionados sobre como a Eletronet conseguiu chegar tão rápido a este resultado, os executivos explicaram que foi uma combinação de foco em alta qualidade de serviços com a escolha estratégica de um parceiro especialista em tecnologia IP, a Everest Ridge. “Tínhamos duas opções, fazer tudo do zero ou contratar uma consultoria especializada em desenvolvimento de serviços IP. A Everest Ridge foi essencial em todo o projeto. Do planejamento, à engenharia, equipamentos, concepção do produto, engenharia de tráfego e até o suporte pós-lançamento, a consultoria realmente agregou sua expertise neste novo produto. A empresa treinou nosso time, escolheu os melhores equipamentos, definiu junto ao board as políticas de peering e traçou as rotas para reduzir custos operacionais”, afirma Anderson Jacopetti, diretor de engenharia e operações da Eletronet.

Um dos pontos chave do sucesso da Eletronet no ranking do Radar by Qrator foi a estratégia de conexão com provedores Tier1, acesso aos conteúdos mais relevantes e conexão com os principais IXs (Internet Exchanges) nacionais e internacionais. “Esta estratégia que a consultoria nos propôs foi determinante para sermos considerados uma das cinco melhores em conectividade em apenas três meses. Nossos clientes conseguem acessar todos os conteúdos, incluindo vídeos, games, e-commerce e muito mais, de forma muito mais rápida e direta”, explica Cassio Lehmann, diretor de comercial da Eletronet. O executivo conta que o produto Full IP é um marco de grandes mudanças no futuro da empresa. “Este é o primeiro de uma série de serviços adicionais que serão lançados em nosso portfólio num futuro próximo”, enfatiza.

A estratégia desenvolvida em conjunto com a Everest Ridge foi baseada em 3 pilares: 1) escolha dos fornecedores de trânsito IP nacionais e internacionais, determinante para reduzir custos e manter a qualidade dos serviços; 2) conectividade e políticas de peering; 3) alto nível de qualidade no atendimento ao cliente.

“Na escolha de provedores e na arquitetura da rede foi onde realmente contribuímos para reduzir custos do projeto e agregar valor ao Full IP. Analisamos o posicionamento geográfico da rede da Eletronet, propondo conectividade com os principais IXs, onde seria conectado de forma a proporcionar a melhor experiência ao cliente final. Também estudamos quais equipamentos seriam mais adequados ao projeto e, ainda, negociamos conexões para o cliente, a chamada política de peering, que incluiu conexão direta com os principais provedores de conteúdo para IP (empresas como Google, Facebook e Netflix), conta Eduardo Meirelles, diretor comercial da Everest Ridge.

O Full IP da Eletronet está disponível em 18 estados, com disponibilidade de tráfego em 155 pontos de presença (POPs). A Eletronet utiliza o backbone OPGW de 16 mil km próprio, conectado aos principais pontos de troca de tráfego (PTTs) do país, entre eles os de São Paulo, Rio de Janeiro, Fortaleza, Campinas, Brasília e Salvador; além de conexões diretas com Londres, Frankfurt e Amsterdam na Europa, e Nova York e Miami nos Estados Unidos.

Sobre a Eletronet

A Eletronet possui uma rede nacional de fibra óptica baseada em OPGW com mais de 16 mil km, 155 POPs em 18 estados do Brasil, integrados às redes de transmissão de energia elétrica. Através desta estrutura de alta capacidade e disponibilidade, são prestados serviços de telecomunicações com altos níveis de qualidade para operadoras de telecomunicações e provedores de serviços de Internet (ISP). www.eletronet.com

Sobre a Everest Ridge

A Everest Ridge é uma empresa brasileira especialista em gestão e segurança de redes de telecomunicações. Fundada em 2010, oferece serviços desde a concepção e desenho de uma nova rede, até a otimização da rede de grandes empresas, tendo com maior benefício a redução de custos fixos em média de 30%. Possui um centro de operações 24×7 para gerenciar e fazer a manutenção dos serviços. Entre os principais clientes estão Eletronet, Master, Engemon IT e L5 Networks. http://everestridge.com.br/

Anúncios

Debate sobre ‘Eleições 2018 e Compliance’ discutirá lobby empresarial, ética na política e a pós-democracia brasileira

Que país desejamos construir? Estamos conseguindo adotar práticas éticas ou a impunidade e corrupção só fazem crescer? Quais os impactos de uma sociedade tão polarizada e sujeita a fake news sobre as eleições? O que partidos, políticos, empresas, instituições públicas e sociedade civil podem fazer pela democracia a essa altura?

Esses são alguns dos temas a serem abordados no debate “Eleições 2018 e Compliance: lobby empresarial, ética dos partidos políticos e a (pós) democracia brasileira”. O evento comemora um ano do Blog do Justino (www.blogdojustino.com.br), do advogado e professor doutor de Direito Administrativo da USP Gustavo Justino de Oliveira, e será realizado na Casa do Saber, em São Paulo (SP), no dia 28 de agosto.

“Com satisfação celebramos nosso primeiro aniversário, refletindo sobre questões de vital importância para o exercício da cidadania e para a construção de um país mais justo, transparente e ético”, afirma Justino de Oliveira. “Assim como no Blog, a ideia do encontro é ampliar a discussão da atual conjuntura nacional pelo viés do Direito, Política e Sociedade. Vamos utilizar linguagem acessível, oferecer pontos de vistas diferentes, representados por especialistas de áreas diversas, e também dialogar com o público presente, que poderá esclarecer dúvidas e fazer comentários”, acrescenta.
O debate contará com a participação do empresário Andrea Matarazzo, ex-secretário estadual de Cultura e de Subprefeituras de São Paulo, do jornalista Fernando Mello (JOTA e UCLA), do advogado André Castro Carvalho (Insper e IBDEE) e de Taissa Licatti, In-house Consel da Ambev, além da moderação de Justino. A entrada é gratuita e está sujeita à lotação do espaço.

“Vivemos um momento crucial para a democracia brasileira. Há muitas incertezas e temores sobre o futuro, mas também um grande anseio por mudança e renovação. Estimular a reflexão e o diálogo em um evento como esse certamente ajuda a compreender melhor que projeto de país, afinal, desejamos e podemos viabilizar”, conclui Justino.

Serviço

Debate Eleições 2018 e Compliance: lobby empresarial, ética dos partidos políticos e a (pós) democracia brasileira
Data: 28.08.2018 (terça-feira)
Horário: das 18h30 às 21h
Local: Casa do Saber – rua Dr. Mario Ferraz, 414 – Itaim Bibi – São Paulo (SP)
Evento gratuito e sujeito à lotação do espaço.
Necessária inscrição prévia em www.blogdojustino.com.br