Encontro de Músicas e Danças do Mundo chega à décima edição

Com o tema “Por uma cultura de paz”, de 25 a 31 de janeiro de 2016 acontece o 10º Encontro de Músicas e Danças do Mundo, em Imbassaí, na Bahia. O evento desta temporada traz artistas curdos, europeus e marroquinos para conduzir oficinas de cantos, músicas e danças étnicas, e convidados especiais para apresentações, atividades corporais e meditativas, shows, exposições, palestra e fóruns culturais.

Dentre as presenças internacionais, destaque para o premiado grupo feminino de música sufi Rhoum El Bakkali Ensemble, que vem do Marrocos para realizar performances e a Oficina de Ritmos e os Cantos Sufis, e dos músicos Hussein Zahawy, Goran Kamil e Ertan Takin, para ministrar uma oficina de músicas e danças do Curdistão, com instrumentos típicos (daf, balaban e zorna). O instrutor e coreógrafo grego Kyriakos Moisidis fará  a oficina e performances de danças tradicionais de seu país, e os franceses Arnaud Pelletier (Colletif des Oisseaux) e Jean-Philippe Seuvenel, farão demonstrações de Canto Vital, um canto espontâneo proveniente da paz interior.

O Brasil será representado pelo Grupo de Dança e Música de São Gonçalo, de Sergipe, pelo Samba de Roda Suerdieck, samba de roda tradicional com mais de 100 anos de existência, considerado patrimônio imaterial da Bahia, fundado pela cantora e compositora Dalva Damiana de Freitas, por Inaicyra Falcão dos Santos, cantora lírica e pesquisadora das tradições africano brasileiras, que apresentará Mães Ancestrais – Cânticos da tradição Yoruba, e por Rosângela Silvestre, criadora da Técnica Silvestre, prática corporal com movimentos que remetem às culturas brasileira e africana.

“Além de proporcionar a prática de atividades culturais e corporais relacionadas a diferentes etnias, o encontro tem o intuito de promover a paz e união entre os povos. Conhecendo outras culturas, abrimos fronteiras e diminuímos as intolerâncias.”, explica Glaucia Rodrigues, diretora do Centro de Estudos Universais, associação sem fins lucrativos que desde 1998 realiza festivais de músicas e danças étnicas pelo projeto Dançando Pela Paz.

O Encontro oferece também uma série de atividades gratuitas, como shows com os artistas estrangeiros na Vila de Imbassaí, fóruns culturais (“A Importância das Culturas Tradicionais para a paz no mundo”, com o jornalista Zeca Camargo, entre outros convidados; e “Nicholas Roerich e a Bandeira da Paz: Mensagens para os dias atuais”), a palestra “O sagrado e a dança: uma coreografia cognitiva”, com o psicoterapeuta junguiano Paulo Machado, e exposição com reproduções de pinturas do artista russo Nicholas Roerich e de fotografias do artista visual Haroldo Pinho.

Quem se inscrever para as Oficinas, poderá ainda participar de aulas de neo folclore flamenco com a professora de danças étnicas Betty Gervitz, de danças judaicas com Alberto Worcman “Gingi”, de atividades com o especialista em educação corporal André Trindade, e do curso Oficina de Ritmos do Mundo: brincando com os sons das aldeias, cidades e palácios, que oferece exercícios musicais com melodias do Brasil, Balcãs e Mediterrâneo ministrado com os músicos Gabriel Levy e Thomas Howard.

Serviço:

10º Encontro de Músicas e Danças do Mundo
De 25 a 31 de janeiro de 2016
Locais: Espaço Cultural Tangará Mirim e Vila de Imbassaí – Distrito da Mata de São João, Bahia

Inscrições e informações: Centro de Estudos Universais
www.ceuaum.org.br / www.dancandopelapaz.com.br
Tels.: (11) 3071-3842 e (71) 98349-9678
e-mail: dancandopelapaz@ceuaum.org.br
Facebook: /centrode.estudosuniversais

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s