Exposição Mist of the earth de Denise Milan abre no Wilson Center com workshop em arte e sustentabilidade

Denise-Milan_Sonhando

A partir do dia 20 de maio, o Brazil Institute do Wilson Center traz a Washington “Mist of the Earth”, da artista brasileira Denise Milan, uma exposição de fotografias e fotocolagens que une memória e história e convida espectadores em uma jornada de imaginação e reflexão sobre os desafios ambientais do desenvolvimento.

Uma das artistas visionárias do Brasil e uma ecoativista reconhecida, Denise Milan usa a fotografia, escultura e colagem para produzir o que o poeta Haroldo de Campos certa vez descreveu como uma ação de desmobiliar estruturas de seu cenário natural “intervindo de uma maneira extremamente criativa para acrescer em termos de informação estética, aquele dado da natureza que já era esplêndido em si mesmo, que ela recebe um presente brasileiro para uma artista de tanta sensibilidade”.

Entre os muitos admiradores internacionais de Denise estão os colecionadores de arte e lançadores de tendências Zoe e Joe Dictrow, de Nova York.

“Fumaça da Terra” revisita o trabalho profundamente humanístico de Denise nos últimos 25 anos como uma ativista ecológica e de arte-educação, assim como artista. Seu trabalho diversificado deriva ativamente de suas experiências convivendo e entrevistando vilarejos da costa de Paraty e dos sertões desérticos desolados da Bahia.

A visão de Milan sobre seu país leva o espectador por três zonas temáticas: “Paraíso”, “Paraíso Perdido”, e “Paraíso Reconquistado”. “Paraíso” transborda de imagens que de maneira lúdica conjuram um mundo natural verdejante de abundância e exuberância. “Paraíso Perdido” apresenta uma Terra que foi rasgada, depauperada, onde o tormento das pessoas é paralelo a devastação da terra. E finalmente, “Paraíso Reconquistado” reivindica a possibilidade de esperança depois da escuridão.

Essa exposição é a culminação dessa experiência e a personificação das preocupações contínuas da artista – como também um testamento de um legado problemático da colonização, da escravidão dos povos africanos, e a exploração de regiões inteiras, assim como para o lado mais vívido do Brasil, sua beleza e espírito elevado.

“Mist of the Earth” abrirá com um workshop sobre Arte e Sustentabilidade como parte da série “Managing Our Planet” (Administrando Nosso Planeta) que o Brazil Institute e o Environmental Change and Security Program, ambos do Wilson Center, têm sediado junto com o Programa de Ciência e Política Ambiental da Universidade George Mason desde 2012. Os palestrantes incluirão Thomas E. Lovejoy, professor na Universidade de George Mason, Manuela Mena, curadora sênior, pintura do século XVIII e Goya, Museu do Prado, Madri, e Naomi Moniz, professora emérita, Universidade de Georgetown.

Denise Milan: Mist of the Earth tem curadoria de Simon Watson, curador, consultor de arte e jornalista independente com base em Nova York e São Paulo.

SOBRE A ARTISTA
Nascida em São Paulo, Denise Milan é uma artista multidisciplinar que trabalha com escultura, fotocolagem, e outras mídias, assim como nos campos de ativismo ecológico e da arte-educação. Milan expôs seu trabalho em São Paulo, Belém, Brasília, Chapingó, Chicago, Hakone, Hannover, Londres, Nova York, Osaka, Paris, Salvador, Taiwan, e Washington.

SOBRE A EXPOSIÇÃO
A apresentação no Wilson Center de “Denise Milan: Mist of the Earth” tem curadoria de Simon Watson. Um veterano de trinta anos da cena cultural em três continentes, Simon é um curador, consultor de arte e jornalista independente, com base em Nova York e São Paulo. Esta é a terceira edição da exposição, depois da Galeria Virgílio, em São Paulo, de março a maio de 2014, e no Chicago Cultural Center, de junho de 2012 a janeiro de 2013.
Para mais informações sobre Denise Milan: Mist of the Earth, visite o site da artista http://www.DeniseMilanStudio.com.

SOBRE O WILSON CENTER e o BRAZIL INSTITUTE
O Wilson Center oferece espaço não partidário para que a formulação de políticas e o conhecimento do mundo possam interagir. Ao conduzir pesquisas relevantes e oportunas e promover o diálogo de todas as perspectivas, o Centro trabalha para discutir desafios críticos, emergente e atuais, enfrentados pelos Estados Unidos e pelo mundo.
O Brazil Institute busca fomentar o dialogo sobre questões chave de interesse bilateral entre Brasil e Estados Unidos, enquanto aprofunda o entendimento em Washington da complexidade do Brasil como um poder democrático, regional, e como um agente global emergente. O Instituto foca na promoção do conhecimento nos campos da inovação, economia, aplicação da lei, sustentabilidade ambiental e mudança climática.

Anúncios