Centro de Estudos Universais promove atividades gratuitas e oficinas de cantos e danças étnicas em Imbassaí, BA

Elsa Balázs e Gusztáv Balázs

Elsa Balázs, da Hungria

Com o tema ‘A força de um novo tempo’, o Espaço Cultural Tangará Mirim sedia de 23 de janeiro a 01 de fevereiro o IX Encontro de Músicas e Danças do Mundo, em Imbassaí, Bahia. O evento desta temporada foi ampliado para dois módulos e vai reunir mais de 50 professores e artistas de diferentes culturas, como membros da comunidade indígena Bayoroá, o antropólogo Faouzi Skali e o multi-instrumentista iraniano Abbas Jannessari para ministrar oficinas e palestras.

Dividido em ‘Danças e ritmos brasileiros’ e ‘Danças e músicas ciganas’, o Módulo I traz a participação da coreógrafa e instrutora Rosangela Silvestre, criadora da técnica silvestre, inspirada em simbologias e nas danças dos orixás; Maria Esperança Alves e Mestre Raimundo Borges, da Amazônia, para apresentar as danças, batuques e cantorias dessa região; Parafusos, grupo folclórico da cidade de Lagarto/SE, integrado por homens que se vestem com trajes femininos, lembrando uma sequência de anáguas brancas rendadas; Gabriel Levy e Magda Pucci, líder do grupo Mawaca, com as vivências em músicas brasileiras de matrizes indígenas, lusitanas e africanas; e aulas de danças, cantos e músicas ciganas com os artistas Snezana Balkanska, Adrijana Alacki e Goran Alacki (Macedônia), Elsa Balázs e Gusztáv Balázs (Hungria).

Intitulado Práticas ancestrais de cura pelo movimento, o Módulo II conta com a iraniana Rana Gorgani para ministrar aulas de Zaar (dança feminina de cura), giro sufi e ritmos persas, acompanhada pelo multi-instrumentista de música tradicional persa Abbas Jannessari, com a dançarina Paula Lena para dar aulas das danças femininas típicas do Marrocos Guedra e Shikhat; com a brasileira Maria Rosa Freitas ensinando técnicas do giro turco sufi mevlevi; e com o grupo Tenchi Tessen, sediado em Portugal, mostrando a ‘Arte gestual de harmonização do Céu e da Terra’.

Paralelamente, o Espaço Cultural Tangará Mirim apresenta a mostra Existências-Resistências: Ciganos, Curdos, Palestinos e Saharauis, ensaio do fotógrafo Rogério Ferrari, que percorreu a Bahia, África, México e Oriente Médio retratando o lado desconhecido de conhecidos conflitos e lutas de povos por autodeterminação.

O IX Encontro de Músicas e Danças do Mundo traz ainda a palestra A mensagem do sufismo para o tempo atual, com astrofísico Amâncio Friaça e o antropólogo Faouzi Skali, fundador do Fes Festival de Músicas Sagradas, em Marrocos. No dia 28/01 haverá apresentação gratuita de Rana Gorgani & Abbas Jannessari, Adriana & Goran Alacki, Snezana Balkanska e Elsa & Gusztáv Balázs na Vila de Imbassaí e oficina gratuita para estudantes de música e músicos da comunidade.

O evento é realizado pelo Centro de Estudos Universais, associação sem fins lucrativos que em 1998 criou o projeto Dançando pela Paz, para promover a cultura da paz utilizando como instrumento danças e músicas étnicas. O Espaço Cultural Tangará Mirim está localizado dentro da mata, perto da praia e do Rio Imbassaí, para propiciar recolhimento e harmonia aos que querem entrar em contato com a natureza e consigo mesmo.

IX Encontro de Músicas e Danças do Mundo
De 23 de janeiro a 01 de fevereiro de 2015
Local: Espaço Cultural Tangará Mirim – Distrito de Imbassaí, Mata de São João, Bahia
Valores: R$850,00 (Módulo I) e R$500,00 (Módulo II) 

Oficina Ritmos do Mundo
28 de janeiro, das 9h às 13h
Público alvo: Estudantes de música e músicos da comunidade local
Local: Espaço Cultural Tangará Mirim – Distrito de Imbassaí, Mata de São João, Bahia
Atividade gratuita


Inscrições e informações
Centro de Estudos Universais
Tel.: (11) 3071-3842 | Cel.: (71) 8349-9678
dancandopelapaz@ceuaum.org.br
www.ceuaum.org.br
www.dancandopelapaz.com.br
Facebook: www.facebook.com/tangara.mirim

Assessoria de Imprensa
Helena Castello Branco
Comunicação & Cultura
victoria.helena@uol.com.br
Tel.: (11) 3803-9473 | Cel.: (11) 9 9872-3676

Anúncios

Um comentário sobre “Centro de Estudos Universais promove atividades gratuitas e oficinas de cantos e danças étnicas em Imbassaí, BA

  1. Maria José dos santos disse:

    Faço” Pedagogia da Dança” na Universidade Federal de Sergipe! Sonho muito fazer esse curso! Gostaria de conhecer outros ritimos e mais…….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s